Facebook anuncia Centro de Inovação e empreendedorismo em SP

Facebook anuncia Centro de Inovação e empreendedorismo em SP

Batizado de Estação Hack São Paulo, o espaço terá programas de aceleração, workshops e cursos grátis de programação

Facebook anunciou na manhã desta segunda-feira (28), em São Paulo, a criação de um novo centro para inovação no país.

Batizado de Estação Hack São Paulo, o espaço de mil metros quadrados na região da Avenida Paulista – localizado no mesmo prédio do espaço de coworking WeWork – reunirá jovens interessados em programação, emprendedorismo e startups.

A Estação Hack terá um programa de aceleração de negócios de impacto social, realizado em parceria com a Artemisia. Haverá turmas semestrais de 10 startups utilizando o centro para aperfeiçoar seus negócios.

O local oferecerá ainda cursos gratuitos de programação para jovens e workshops sobre empreendedorismo e planejamento de carreira. “Temos a missão de criar comunidades e ajudar o mundo a se aproximar. O Brasil tem sido particularmente relevante dentro dessa missão. No mês passado, mais da metade dos brasileiros se conectaram ao Facebook. Isso dá uma ideia de como o Brasil nos abraçou e se tornou um dos países mais importantes para nós”, diz Diego Dzodan, vice-presidente do Facebook para América Latina.

Serão oferecidas mais de 7,4 mil bolsas por ano para capacitações realizadas na Estação Hack. Os cursos e workshops serão ministrados pela Mastertech, Madcode, Reprograma, Junior Achievement e o Centro de Empreendedorismo e Negócios da FGV.  Alguns desses parceiros também serão responsáveis pela seleção dos participantes.

Deste total, 2,2 mil vagas serão para cursos de tecnologia, 1,2 mil para workshops de empreendedorismo, 2 mil para capacitações em marketing digital, 1,4 mil para cursos de preparação para o mercado de trabalho para alunos do ensino médio da rede pública e 600 para o Acampamento de Inovação, programa realizado em parceria com a Junior Achievement que tem o objetivo de ensinar adolescentes a criar soluções usando abordagens inovadoras e colaborativas.

Esse é o maior investimento da rede social na América Latina e o primeiro projeto desse tipo da empresa no mundo. “Justamente porque acreditamos muito no brasileiro e no potencial do Brasil é que estamos tomando essa decisão de investir aqui. É uma forma de devolver ao Brasil que nos recebeu tão bem”, afirma Dzodan.

A  Estação Hack deverá ser aberta até o fim deste ano.